Dan Allon

Contando Segredos - Oficina de quadrinhos

Arquivo pessoal

A história em quadrinhos que Dan Allon criou para o livro Humdrum - uma publicação coletiva de 2015 assinada por mais quatro artistas - mistura autobiografia e ficção. Dan conta um episódio que aconteceu na época em que ele prestou serviço militar em Israel. Foi em 2002, quando trabalhava na Prisão de Kzioth, especial para presos políticos, e quase foi sequestrado em meio a uma rebelião. Uma história tensa? Com certeza. Mas para o quadrinista, recontá-la com uma certa dose de humor e ironia é uma excelente forma de lidar com uma memória triste e traumática como essa.

“No meu processo criativo uso lembranças pessoais, imagino alter egos, crio mundos paralelos, acrescento detalhes inventados e toco em temas difíceis. Entram questões sobre família, exército e muito mais”, diz.

Dan nasceu em Netanya, em Israel, em 1982, e atualmente vive em Berlim, na Alemanha. Ele se apresenta como um artista multidisciplinar, pois gosta de trabalhar com várias linguagens: desenho, música, quadrinhos, performance e instalações.

Formou-se em Comunicação Visual no Shenkar College of Engineering, Design and Art, em 2009, e fez pós-graduação em Belas Artes na Hamidrasha Faculty of Arts, Beit Berl College, em 2014. Nos últimos anos, expôs seus trabalhos em várias mostras individuais e coletivas, em museus, galerias, espaços culturais e feiras de livros, tanto em Israel como em países da Europa -- algumas das exibições mais recentes aconteceram em 2016, quando apresentou a performance All in Order Mr.General, na semana de abertura do B # Side War, na Caos Art Gallery, em Veneza, Itália, e Feel at home but don't forget it's my home, na Gabirol Gallery, em Tel Aviv, Israel.

“Eu trabalho dentro da linha tênue entre a experiência humana e a cultural, a narrativa e a estética. No centro da minha busca artística há um forte desejo de narrativa. Nos últimos anos, estou investigando o conceito de biografia e a conexão entre arte e vida, usando a mim mesmo como estudo de caso. Nas palavras da curadora Carolyn Christov-Bakargiev, 'me colocando no palco'. Uso o humor, a ironia e o embaraço para desafiar as percepções mais fundamentais do espectador”, conta.

É dessa forma que Dan tenta quebrar os limites entre verdade e ficção. “Muitas vezes, leitores ou espectadores não sabem se a história é baseada na realidade ou não. Eu os aprisiono em uma posição que faz com que repensem a maneira como encaram a arte e, talvez, também suas vidas”, completa.

Pela primeira vez no Brasil, Dan virá ao Lugar de Ler nos dias 18 e 19 de setembro, quando contará com mais detalhes sobre o seu processo criativo, ao mesmo tempo em que dará a oficina de quadrinhos Contando Segredos

Detalhe da história que Dan publicou no livro Humdrum: ficção e realidade.

Lugar de Ler ∞

Rua Pedro Ortiz,94

Vila Madalena - São Paulo

lugardeler@gmail.com

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle